Cade aprova união de Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa para construir aeroporto em SP

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014 09:52 BRST
 

SÃO PAULO, 8 Jan (Reuters) - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a aquisição pela Andrade Gutierrez Concessões de uma participação de 50 por cento em uma empresa não-operacional detida pela Camargo Corrêa, que terá como objetivo construir e explorar um aeroporto privado na região metropolitana de São Paulo, segundo despacho no Diário Oficial desta quarta-feira.

Em documento enviado ao Cade, as partes esclareceram que a empresa em questão visa a criação de uma nova infraestrutura aeroportuária a partir de um projeto iniciado do zero, que não "suscita qualquer preocupação concorrencial".

As empresas acrescentaram que enxergam ser necessário aumentar a capacidade do setor para atender a demanda por transporte aéreo diante do crescimento observado nos últimos anos. "Mais especificamente, aumentar a capacidade aeroportuária na região metropolitana de São Paulo", disseram.

Os grupos Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa já atuam no setor por meio da CCR, na qual ambos mantêm participações.

No fim de novembro, o consórcio liderado pela CCR venceu o leilão do aeroporto de Confins, em Minas Gerais. A CCR também participa da operação de aeroportos internacionais na Costa Rica, Curaçao e Equador, informaram as empresas.

(Por Marcela Ayres)