Premiê líbio alerta navios petroleiros a não se aproximar de portos ocupados

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014 14:23 BRST
 

TRÍPOLI, 8 Jan (Reuters) - O primeiro-ministro da Líbia, Ali Zeidan, alertou nesta quarta-feira os navios petroleiros que tentam chegar a portos ocupados por um grupo armado para não se aproximarem ou correrão o risco de serem afundados pela Marinha.

Ele deu o aviso depois que a Marinha disparou tiros de advertência para afastar um navio que, segundo a Corporação Nacional de Petróleo do país, tentava chegar a um terminal ocupado por opositores para embarcar um carregamento de petróleo.

"Qualquer país ou empresa ou gangue tentando enviar navios para carregar petróleo dos portos ocupados, sem coordenação com a Corporação Nacional de Petróleo, vamos tratar deles, mesmo se formos forçados a destruí-los ou afundá-los", afirmou Zeidan.

"Alertamos todos os países. Não haverá leniência."

As negociações para pôr fim aos protestos fracassaram uma vez que federalistas do leste, que buscam mais autonomia do governo de Zeidan em Trípoli, ameaçaram embarcar petróleo de maneira independente a mercados do mundo inteiro.

O grupo que tomou o controle disse na terça-feira que garantiria segurança aos navios que chegassem aos três portos do oeste que estão sob seu domínio desde o ano passado e fez a oferta a tanques estrangeiros de carregarem petróleo, evitando o controle do governo.

(Reportagem por Ulf Laessing e Ghaith Shennib)