Belga Solvay diz que venda de unidade argentina para Braskem está caminhando

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014 09:47 BRST
 

SÃO PAULO, 9 Jan (Reuters) - O grupo químico belga Solvay disse nesta quinta-feira que a venda de sua participação na subsidiária argentina Solvay Indupa para a Braskem está caminhando, mesmo após o regulador argentino ter rejeitado a oferta como inadequada.

A Solvay fechou um acordo no mês passado para vender sua fatia de 70,59 por cento na Indupa, que fabrica soda cáustica na Argentina e no Brasil, para a Braskem.

A petroquímica brasileira propôs pagar 1,35 peso por ação pela participação restante de 29,41 por cento na Indupa, listada na bolsa da Argentina, mas a autoridade de mercado do país (CNV) disse na semana passada que a oferta era muito baixa.

A Solvay disse que o desinvestimento na sua participação não depende do sucesso da oferta da Braskem pelas ações remanescentes, e acrescentou que a petroquímica mantém conversas com a CNV para definir um novo preço.

O acordo marca a entrada da Braskem na Argentina. Para a Solvay, o desinvestimento deixará a Solvay mais próxima de sair da produção de PVC para focar em produtos de maior margem.

(Por Philip Blenkinsop)

 
Estátua de Ernest Solvay, fundador do grupo químico belga Solvay, do lado de fora da sede do grupo em Bruxelas, 23 de setembro de 2010. O grupo químico belga Solvay disse nesta quinta-feira que a venda de sua participação na subsidiária argentina Solvay Indupa para a Braskem está caminhando, mesmo após o regulador argentino ter rejeitado a oferta como inadequada. 23/09/2010 REUTERS/Thierry Roge