Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caíram na semana passada

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014 11:48 BRST
 

WASHINGTON, 9 Jan (Reuters) - O número de norte-americanos que entrou com novos pedidos de auxílio-desemprego na semana passada recuou um pouco mais do que o esperado, sinalizando que a economia continua ganhando fôlego.

O número inicial de pedidos de auxílio-desemprego recuou 15 mil, para 330 mil, segundo dados sazonalmente ajustados do Departamento de Trabalho divulgados nesta quinta-feira.

Contudo, o número para a semana anterior foi revisado para mostrar que 6 mil pedidos foram recebidos a mais do que o informado previamente.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que o dado recuasse 335 mil na semana passada.

A média-móvel de quatro semanas para o número de novos pedidos caiu 9.750, para 349 mil.

Um analista do Departamento de Trabalho disse que não há estimativas para nenhum Estado, mas ressaltou que ajustar os dados para flutuações sazonais continua sendo desafiador.

Embora o indicador tenha sido extremamente volátil perto da temporada de festas de fim de ano, continua consistente com outros dados sobre o mercado de trabalho que vêm pintando um quadro otimista sobre o emprego e a economia.

Os números da semana passada não influenciam o aguardado relatório de emprego do governo de dezembro.

A expectativa é que o Departamento de Trabalho informe na sexta-feira que a economia gerou 196 mil postos de trabalho no mês passado, após criar 203 mil postos em novembro, de acordo com pesquisa da Reuters.

Projeta-se que a taxa de desemprego permaneça estável, na mínima de cinco anos de 7,0 por cento.

(Reportagem de Lucia Mutikani)