Dólar tem leve alta e encosta em R$2,40, sob expectativas com Fed

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014 17:10 BRST
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO, 9 Jan (Reuters) - O dólar fechou em alta nesta quinta-feira pela quarta sessão seguida, encostando cada vez mais no patamar de 2,40 reais, com investidores temerosos de que a redução do programa de estímulos nos Estados Unidos pode ganhar força e, assim, limitar ainda mais a liquidez internacional.

O mercado aguarda a divulgação do relatório de emprego da maior economia do mundo na sexta-feira e, diante de sinais prévios de melhora, cresceu a expectativa sobre os próximos passos do Federal Reserve, banco central norte-americano.

A moeda norte-americana avançou 0,33 por cento, para 2,3975 reais na venda, acumulando ganhos de 0,99 por cento desde segunda-feira. Na máxima do dia, a divisa chegou a bater 2,4042 reais, reforçando a interpretação de 2,40 reais como um importante nível de resistência.

"A expectativa é que os números de amanhã mostrem crescimento do mercado de trabalho norte-americano, levando o real a sofrer", afirmou o especialista em câmbio da Icap, Italo dos Santos.

Na sexta-feira, será conhecido o relatório de emprego dos Estados Unidos de dezembro e a expectativa de analistas consultados pela Reuters é de que a taxa de desemprego permaneça em 7 por cento e que serão gerados 196 mil empregos fora do setor agrícola.

O otimismo é sustentado pelos sinais de fortalecimento do emprego no setor privado dos EUA e depois de o Fed sugerir por meio da ata de sua reunião que o ritmo da redução do estímulo monetário não deve ser reduzido.

Essas expectativas levaram o dólar a superar o patamar de 2,40 reais algumas vezes durante o dia. Muitos analistas avaliam ser um importante nível de resistência, diante da constante atuação do Banco Central brasileiro no câmbio, que alguns acreditam ter o objetivo de evitar pressões inflacionárias decorrentes do fortalecimento do dólar.

Nesta sessão, o BC deu continuidade às intervenções diárias, vendendo 4 mil contratos de swap cambial tradicional --equivalentes a venda futura de dólares-- com vencimento em 2 de maio de 2014. A operação teve volume financeiro equivalente a 199,2 milhões de dólares.