Ações europeias sobem, mas dados fracos dos EUA limitam ganhos

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014 16:13 BRST
 

Por Toni Vorobyova

LONDRES, 10 Jan (Reuters) - As ações europeias fecharam em alta nesta sexta-feira, atingindo o maior nível em cinco anos e meio, impulsionadas por uma série de fortes dados corporativos, embora o rali tenha sido limitado levemente por dados mais fracos do que o esperado sobre o mercado de trabalho dos Estados Unidos.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, avançou 0,44 por cento, para 1.321 pontos.

A economia norte-americana criou apenas 74 mil postos de trabalho fora do setor agrícola em dezembro, bem abaixo da menor previsão feita por analistas.

Mas os mercados foram confortados pelo impacto negativo do clima frio, assim como pelo fato de que qualquer dado econômico ruim pode significar que o Federal Reserve, banco central norte-americano, provavelmente reduzirá o ritmo de retirada do programa de estímulo.

"Nos EUA, má notícia ainda é uma boa notícia para as bolsas porque... significa que a redução no estímulo é menos provável", afirmou o estrategista da Coutts James Butterfill.

"Mas... outros dados macroeconômicos são bastante positivos e amparam a ideia de que esse é um baque temporário causado pelo mau tempo, e não algo que ameaça a economia dos EUA", emendou.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,73 por cento, para 6.739 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 0,55 por cento, para 9.473 pontos.   Continuação...