Ações japonesas têm pior queda diária em 5 meses após relatório dos EUA

terça-feira, 14 de janeiro de 2014 07:36 BRST
 

Por Dominic Lau

TÓQUIO, 14 Jan (Reuters) - As ações asiáticas se enfraqueceram nesta terça-feira, com os papéis japoneses despencando mais de 3 por cento enquanto o iene atingiu máxima em quatro semanas frente ao dólar, após o relatório de empregos dos Estados Unidos surpreendentemente fraco da semana passada ter levantado preocupações acerca da perspectiva de crescimento norte-americano.

O índice japonês Nikkei recuou 3,08 por cento em pregão relativamente ativo, atingindo mínima em um mês e registrando a pior queda diária em cinco meses, pois os investidores do país sofreram o impacto do relatório de postos de trabalho fora do setor agrícola dos EUA depois de feriado público japonês na segunda-feira.

Às 7h33 (horário de Brasília) o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 0,66 por cento, após ter avançado 0,8 por cento na sessão anterior visto que o relatório desanimador dos EUA elevou a chance de o Fed manter as taxas baixas por mais tempo.

Ao mesmo tempo que o relatório de empregos norte-americano levantou dúvidas sobre a rapidez com que o Fed irá reduzir seu estímulo, também gerou preocupações quanto ao ritmo da recuperação na maior economia do mundo.