Penalidades relacionadas a caso Madoff impactam lucro do JPMorgan

terça-feira, 14 de janeiro de 2014 10:49 BRST
 

14 Jan (Reuters) - O JPMorgan Chase & Co divulgou uma queda de 7,3 por cento no lucro trimestral após o maior banco dos Estados Unidos em ativos arcar com penalidades impostas pelo governo por não revelar suspeitas de fraude em um esquema do cliente Bernie Madoff.

O lucro líquido caiu para 5,28 bilhões de dólares, ou 1,30 dólar por ação, no quarto trimestre de 2013, ante 5,69 bilhões de dólares, ou 1,39 dólar por ação, no mesmo trimestre de 2012, disse o JPMorgan nesta terça-feira.

Os últimos resultados levaram em conta os ganhos provenientes da venda de ações da Visa e One Chase Manhattan Plaza, além de despesas legais com os acordos relacionados ao caso Madoff.

O JPMorgan concordou na semana passada em pagar 2,6 bilhões de dólares para encerrar reivindicações privadas e do governo sobre a forma com a qual lidou com as contas de Madoff. O banco estimou naquele momento a subtração de 850 milhões de dólares do lucro do quarto trimestre para cobrir despesas que não haviam sido provisionadas.

A companhia concordou em pagar quase 20 bilhões de dólares em 2013 para resolver reivindicações legais variadas.

"Era do mais alto interesse da companhia e dos acionistas que aceitássemos nossa responsabilidade, resolvêssemos as questões e seguíssemos em frente", disse o presidente do Conselho e presidente-executivo Jamie Dimon, em comunicado.

Analistas, em média, esperavam lucro de 1,35 dólar por ação, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S. Não ficou imediatamente claro se os números anunciados eram comparáveis.

(Reportagem de David Henry e Lauren Tara LaCapra em Nova York e Tanya Agrawal em Bangalore)