Lucro do Wells Fargo sobe 11% no 4o tri, custos caem

terça-feira, 14 de janeiro de 2014 12:30 BRST
 

14 Jan (Reuters) - O Wells Fargo, maior banco de hipotecas dos Estados Unidos, teve um aumento acima do esperado de 11 por cento no lucro do quarto trimestre, com a forte queda nas provisões por empréstimos duvidosos ajudando a compensar uma grande redução em empréstimos hipotecários.

O lucro líquido aplicável aos detentores de ações ordinárias subiu para 5,37 bilhões de dólares, ou 1 dólar por ação, ante 4,86 bilhões, ou 0,91 dólar por papel, um ano antes, disse o quarto maior banco dos EUA nesta terça-feira.

Analistas, em média, esperavam lucros de 0,98 dólar por ação, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

Provisões por perdas de crédito caíram 80 por cento, para 363 milhões de dólares, ajudando a compensar uma queda de 49 por cento no lucro com hipotecas, para 1,57 bilhão de dólares.

O negócio de hipotecas do banco foi afetado por um abrandamento da atividade de refinanciamento, que caiu em quase um terço no trimestre, de acordo com a Mortgage Bankers Association.

O Wells Fargo tinha 25 bilhões de dólares em pedidos de hipotecas em análise no final do trimestre, uma queda ante os 35 bilhões de dólares do final do terceiro trimestre.

O banco, cuja receita total caiu cerca de 6 por cento, para 20,7 bilhões de dólares, foi responsável por mais de um em cada cinco empréstimos à habitação nos Estados Unidos no primeiro semestre de 2013, de acordo com publicação da indústria Inside Mortgage Finance.

O Wells Fargo também é o maior credor dos EUA para automóveis, pequenas empresas e imóveis comerciais.

(Reportagem de Anil D'Silva e Peter Rudegeair)