Reservas da Petrobras crescem em 2013 com impulso dos campos do pré-sal

terça-feira, 14 de janeiro de 2014 20:29 BRST
 

SÃO PAULO, 14 Jan (Reuters) - A Petrobras informou nesta terça-feira que suas reservas provadas cresceram em 2013, impulsionadas pela declaração de comercialidade de alguns campos no pré-sal da Bacia de Santos, apesar da produção de mais de 800 milhões de barris no ano e da venda de participações em campos.

As reservas cresceram de 0,8 a 1,9 por cento ante 2012, dependendo do critério utilizado, com apropriações de mais de 1 bilhão de barris de óleo equivalente (boe).

"Para cada barril de óleo equivalente extraído no ano de 2013, foi apropriado 1,28 barril, resultando em um Índice de Reposição de Reservas (IRR) de 128 por cento", disse a estatal em comunicado, citando dados contabilizados pelo critério da Securities and Exchange Commission(SEC), o órgão regulador de mercados dos Estados Unidos.

A empresa afirmou que em 2013 a relação Reserva/Produção, pelo critério da SEC, ficou em 15,2 anos .

As reservas provadas de óleo, condensado e gás natural da Petrobras atingiram 13,123 bilhões de barris de óleo equivalente (boe), o que representa um aumento de 1,9 por cento em relação a 2012.

Desse total considerado pela SEC, cujo critério é mais rigoroso em relação à comercialidade das reservas, 12,540 bilhões de boe estão no Brasil e 583 milhões de boe no exterior.

Durante o ano de 2013, foi apropriado um volume de 1,218 bilhão de boe às reservas provadas, revelou a estatal.

Por outro lado, foram vendidas participações em campos com reservas provadas de 118 milhões de boe.

"O balanço entre apropriações e vendas resultou em um acréscimo de 1,100 bilhão de boe às reservas provadas, contra uma produção de 0,861 bilhão de boe", disse a estatal, ressaltando que os dados não incluem a produção na Bolívia e dos Testes de Longa Duração (TLD) em blocos exploratórios no Brasil.   Continuação...