Bank of America tem alta no lucro com queda de provisões

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014 11:53 BRST
 

15 Jan (Reuters) - O Bank of America, segundo maior banco dos Estados Unidos, teve um salto de oito vezes no lucro do quarto trimestre, impulsionado por uma queda acentuada nas provisões para cobertura de empréstimos ruins.

O lucro líquido aplicável a acionistas aumentou para 3,18 bilhões de dólares, ou 0,29 dólar por ação, ante 367 milhões, ou 0,03 dólar por ação, no mesmo trimestre de 2012, quando o lucro foi prejudicado por cerca de 5 bilhões de dólares em encargos relacionados a hipotecas.

Analistas esperavam lucro de 0,26 dólar por ação, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

"O capital e a liquidez estão em níveis recordes, as perdas com crédito estão em mínimas históricas, nossas iniciativas de economias de custos estão no rumo certo e gerando economias significativas, e nossos negócios estão vendo um bom ímpeto", disse o vice-presidente financeiro Bruce Thompson.

As provisões para perdas com empréstimos ruins caíram para 336 milhões de dólares, ante 2,2 bilhões de dólares no quarto trimestre de 2012.

A receita excluindo ajustes contábeis subiu 14 por cento para 22,3 bilhões de dólares, enquanto os custos operacionais caíram 6 por cento para 17,3 bilhões de dólares.

O presidente-executivo Brian Moynihan tem focado em cortes de custos desde que assumiu o cargo no banco em 2010 e anunciou planos, em 2011, para economizar 8 bilhões de dólares ao ano para o banco.

(Reportagem de Anil D'Silva em Bangalore e Peter Rudegeair em Nova York)

 
Placa do Bank of America fotografada em Encinitas, na Califórnia. O Bank of America, segundo maior banco dos Estados Unidos, teve um salto de oito vezes no lucro do quarto trimestre, impulsionado por uma queda acentuada nas provisões para cobertura de empréstimos ruins. 14/01/2014. REUTERS/Mike Blake