Burberry vê impacto de libra depois de forte Natal

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014 14:49 BRST
 

Por James Davey

LONDRES, 15 Jan (Reuters) - A demanda por casacos e bolsas de couro maiores ajudaram a Burberry a ultrapassar as estimativas de vendas no Natal, mas a marca de luxo britânica disse que seu novo presidente-executivo poderá ver o lucro atingido por uma libra mais forte nos próximos meses.

As ações da empresa chegaram a subir 7 por cento nesta quarta-feira, com os investidores recebendo bem as fortes vendas em uma indústria afetada pela volátil demanda chinesa, que era, até recentemente, seu motor de crescimento.

A diretora financeira da companhia, Carol Fairweather, disse a repórteres que as vendas comparáveis cresceram "dois dígitos" em Hong Kong e Macau e tinham acabado de voltar para níveis de dois dígitos na China continental durante o período em análise.

Os comentários da Burberry sobre o assunto são monitorados de perto pois a empresa foi a primeira marca de luxo a alertar sobre uma desaceleração na China, em setembro de 2012, levando temores a toda indústria.

A alta das ações nesta quarta-feira ocorre apesar da Burberry ter destacado potencial impacto da valorização da libra esterlina, particularmente em relação às moedas denominadas em dólares, na tradução de lucros obtidos no exterior para libras.

"Se as taxas atuais persistirem pensamos que irão ajustar nossos lucros em cerca de 5 milhões de libras (8,2 milhões dólares) pelo resto do ano (2013-2014)", disse Carol.

A Burberry disse que as receitas do varejo cresceram 14 por cento, para 528 milhões de libras, nos três meses encerrados em dezembro, o terceiro trimestre de seu ano fiscal. Analistas estimavam, em média, receitas de 520 milhões de libras.

(Reportagem adicional de Astrid Wendlandt)