Dólar tem leve alta de 0,06% ante real, mesmo com expectativa de fluxo positivo

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014 18:54 BRST
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO, 15 Jan (Reuters) - Após passar quase todo o pregão em queda, o dólar fechou praticamente estável ante o real nesta quarta-feira mesmo diante da possibilidade de mais entradas de divisas na economia brasileira e sob a constante atuação do Banco Central.

A moeda norte-americana fechou com leve alta de 0,06 por cento, a 2,3574 reais na venda, após bater 2,3410 reais na mínima do dia e 2,3590 reais na máxima. Segundo dados da BM&F, o volume financeiro ficou em torno 1,2 bilhão de dólares.

Segundo operadores ouvidos pela Reuters, o movimento de queda perdeu força a poucos minutos do fechamento dessa sessão sem um motivo muito forte aparente, apenas vendo algum fluxo de saída de recursos do país. De modo geral, o mercado enxerga que o patamar de 2,35 reais é um piso de resistência porque ainda ajuda nas exportações brasileiras.

"Com todos esses anúncios de emissões (no exterior), criou-se um humor positivo para o curto prazo que não havia antes no mercado", explicou o operador de um banco internacional.

A retomada das captações internacionais teve mais um capítulo, com o anúncio de que o Conselho de Administração do Santander Brasil aprovou emissão no exterior de notes equivalentes a 6 bilhões de reais.

Na segunda-feira, o BNDES lançou bônus de 650 milhões de euros e, na semana passada, a Petrobras precificou emissões de 3,05 bilhões de euros e 600 milhões de libras. As captações alimentaram a expectativa de entrada de recursos na economia brasileira, após o fluxo cambial doméstico registrar no ano passado o pior resultado em mais de uma década.

O cenário começou 2014, pelo menos por enquanto, com a mesma toada de saídas. Na semana passada, o Brasil registrou fluxo cambial negativo de 737 milhões de dólares, acumulando no mês déficit de 1,217 bilhão de dólares, segundo o BC.

Investidores também ficaram no aguardo da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) nesta noite sobre o futuro da Selic, hoje a 10 por cento ao ano. Segundo dados da Reuters, a curva de juros futuros mostrava que as chances de aumento de 0,5 ponto percentual na taxa superam às de elevação de 0,25 ponto por uma pequena margem.   Continuação...