United Continental irá demitir 685 comissários de bordo

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014 08:17 BRST
 

16 Jan (Reuters) - A United Continental irá demitir cerca de 685 comissários de bordo, conforme a empresa aérea dos Estados Unidos busca reduzir suas despesas como parte de um plano de corte de custos de 2 bilhões de dólares por ano.

A United disse que não conseguiu atrair um número de funcionários suficiente para seu programa de demissão voluntária, levando-a a fazer demissões.

A empresa aérea irá dispensar alguns "dos membros juniores" da Associação de Comissários de Bordo, o sindicato que representa cerca de 25 mil comissários da United, informou em comunicado.

A companhia tem sofrido para consolidar suas operações quase três anos após a fusão de 3,17 bilhões de dólares da UAL e Continental Airlines.

A United Continental anunciou em novembro que iria cortar custos em 2 bilhões de dólares por ano por meio de medidas que incluem aumento da produtividade, melhoria dos processos de manutenção e procedimentos de inventário e otimização de métodos de distribuição.

"Aéreas bem-sucedidas não demitem trabalhadores", disse Greg Davidowitch, presidente da Associação de Comissários de Bordo na United.

"Continuamos a nos encontrar com a diretoria e oferecer soluções para uma demissão involuntária."

(Por Sruthi Ramakrishnan em Bangalore)