Lucro do Goldman Sachs é afetado por receita menor com bônus

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014 13:40 BRST
 

16 Jan (Reuters) - O Goldman Sachs teve queda de 21 por cento no lucro trimestral devido a uma redução das receitas em negócios de instrumentos de renda fixa, o que o presidente-executivo Lloyd C. Blankfein descreveu como "um cenário moderadamente desafiador".

O lucro líquido atribuível aos acionistas diminuiu para 2,25 bilhões de dólares, ou 4,60 dólares por ação, no quarto trimestre, ante 2,83 bilhões de dólares, ou 5,60 dólares por ação, no mesmo período de 2012, disse o banco de Wall Street nesta quinta-feira.

Analistas esperavam um lucro de 4,22 dólares por ação, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

O banco foi afetado por sua grande dependência do mercado de bônus, que historicamente tem sido uma fonte de bons lucros.

O mercado de bônus começou a se suavizar no quarto trimestre conforme os investidores se preparavam para taxas de juros mais altas, uma mudança que afeta o lucro de investimento, subscrição e negociação dos bancos de Wall St.

A receita do Goldman originada em negociações de clientes em renda fixa, câmbio e commodities (FICC, na sigla em inglês) caiu 15 por cento no período para 1,72 bilhão de dólares.

A receita com subscrição de bônus caiu 14 por cento, para 511 milhões de dólares, enquanto a receita com créditos e investimentos em dívidas do próprio Goldman caiu 13 por cento a 423 milhões de dólares.

No geral, a receita do Goldman caiu 5 por cento para 8,78 bilhões de dólares em comparação ao ano anterior.

O retorno sobre patrimônio do Goldman, que mensura quanto lucro o banco obteve sobre seu balanço patrimonial, foi de 11 por cento - maior que o mínimo de 10 por cento que os analistas dizem ser necessário para que os bancos cubram seus custos de capital, mas muito abaixo das taxas de retorno de 30 por cento que o Goldman atingia em seu ápice.

(Reportagem de Anil D'Silva em Bangalore e Lauren Tara LaCapra em Nova York)

 
Vista da seção do Goldman Sachs na Bolsa de Valores de Nova York. O Sachs teve queda de 21 por cento no lucro trimestral devido a uma redução das receitas em negócios de instrumentos de renda fixa, o que o presidente-executivo Lloyd C. Blankfein descreveu como "um cenário moderadamente desafiador". 16/07/2013 REUTERS/Brendan McDermid