Consumo de frango em alta no Brasil pode elevar preço externo--Ubabef

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014 13:48 BRST
 

SÃO PAULO, 16 Jan (Reuters) - A expectativa de recuperação do consumo de frango no Brasil, maior exportador global do produto, deverá implicar em aumento da competição com o mercado externo em 2014, refletindo em alta dos preços para exportação, disse nesta quinta-feira o presidente da associação que reúne a indústria.

A Copa do Mundo no Brasil neste ano, que também tem eleições, deve elevar o consumo no país, num momento em que a indústria mantém sua oferta ajustada.

"Estudos mostram que o país deve receber perto de 500 mil turistas, e tem ainda a retomada do consumo, que tinha recuado no ano passado... Será um ano de oferta ajustada, o que vai acontecer é que o mercado externo terá que disputar (com o local)", disse o presidente da Ubabef, Francisco Turra, em entrevista a jornalistas.

A Ubabef estima um crescimento de 3 a 4 por cento na produção em 2014, para 12,7 milhões de toneladas, enquanto o aumento do consumo interno é visto em alta de 7 por cento, retomando marca de 45 kg por pessoa/ano.

Para as exportações, a Ubabef reiterou sua projeção de crescimento de 2 a 2,5 por cento em volume. Mas Turra ponderou que o país teria condições de aumentar mais suas vendas externas, se o governo contribuísse para desobstruir alguns mercados.

"As exportações podem crescer até 5 por cento este ano, se houver empenho do governo para agilizar abertura de mercados importantes, como Paquistão", afirmou ele.

O Brasil exportou 3,89 milhões de toneladas de carne de frango no ano passado, queda de 0,7 por cento ante 2012.

Em receita, o setor teve crescimento de 3,4 por cento, para 7,97 bilhões de dólares em 2013, na comparação com o ano anterior.

MENOR PRESSÃO   Continuação...

 
Galinhas em uma granja em Maroue, perto de Lamballe, na Britânia central. A expectativa de recuperação do consumo de frango no Brasil, maior exportador global do produto, deverá implicar em aumento da competição com o mercado externo em 2014, refletindo em alta dos preços para exportação, disse nesta quinta-feira o presidente da associação que reúne a indústria. 06/11/2013 REUTERS/Stephane Mahe