17 de Janeiro de 2014 / às 11:15 / 4 anos atrás

Índice de atividade do IBC cai 0,31% em novembro, resultado pior que o esperado

Homem saindo da sede do Banco Central em Brasília, 15 de janeiro de 2014. A atividade econômica brasileira registrou contração de 0,31 por cento em novembro em relação ao mês anterior, mostrou o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) de acordo com dados dessazonalizados divulgados nesta sexta-feira. 15/01/2014 REUTERS/Ueslei Marcelino

Por Camila Moreira

SÃO PAULO, 17 Jan (Reuters) - A atividade econômica brasileira registrou contração de 0,31 por cento em novembro, de acordo com dados dessazonalidados do Banco Central nesta sexta-feira, em resultado pior do que o esperado que destaca a expectativa de fraqueza no final de 2013.

A leitura mensal negativa do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado uma espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), veio após alta em outubro de 0,71 por cento --número revisado pelo BC após divulgação anterior de avanço de 0,77 por cento.

O resultado foi pior até mesmo do que a projeção mais pessimista em pesquisa da Reuters. A mediana de 17 estimativas mostrava expectativa de queda mensal de 0,10 por cento em novembro, variando de queda de 0,30 por cento a alta de 0,50 por cento.

“O número mostra que a economia está sofrendo muitos altos e baixos. Vemos que, na média, ela continua crescendo a uma taxa moderada”, avaliou o estrategista-chefe do Banco Mizuho Luciano Rostagno. Apesar do resultado, ele não alterou sua expectativa de crescimento do PIB de 2,4 por cento em 2013.

Na comparação com novembro de 2012, o IBC-Br teve alta de 1,94 por cento, acumulando em 12 meses avanço de 2,61 por cento, segundo dados dessazonalizados do BC.

O dado surpreendeu analistas após a alta de 0,7 por cento das vendas no comércio varejista em novembro ante outubro. Mas pesou o recuo de 0,2 por cento da produção industrial naquele mês, interrompendo três meses seguidos de alta.

“O resultado de hoje reforça o cenário mais desfavorável para a atividade econômica no quarto trimestre de 2013, após forte queda na produção de veículos em dezembro”, avaliou a equipe do Credit Suisse em nota, projetando alta trimestral de 0,5 por cento no PIB dos três últimos meses do ano passado e expansão de 2,2 por cento em 2013.

Em dezembro, a produção de veículos registrou queda de 18,6 por cento sobre novembro e recuo de 12,1 por cento sobre igual período de 2012.

A pesquisa Focus do BC mostra que a expectativa do mercado para o PIB em 2013 é de que tenha havido um crescimento de 2,27 por cento. No terceiro trimestre do ano passado, o PIB registrou contração de 0,5 por cento ante os três meses anteriores.

Reportagem adicional de Bruno Federowski

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below