Custo de operação do sistema elétrico sobe para R$407,54/MWh, diz ONS

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014 15:34 BRST
 

SÃO PAULO, 17 Jan (Reuters) - O custo marginal de operação (CMO) médio do sistema elétrico brasileiro subiu para 407,54 reais por megawatt-hora (MWh) para a semana de 18 a 24 de janeiro, por projeção de chuvas fracas, mas não há sinais de acionamento de mais térmicas, informou o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) nesta sexta-feira.

Na semana passada o CMO, que compõe o cálculo do Preço de Liquidação de Diferenças (PLD), estava em 386,8 reais por MWh. O PLD é utilizado como base para a formação de preço de contratos no mercado de energia de curto prazo.

Comparando com esta semana, a afluência para os reservatórios da semana que vem apresenta recessão nos subsistemas Sul e Sudeste e elevação no Sudeste/Centro Oeste.

O ONS prevê chuva de fraca a moderada nas bacias dos rios Grande, Paranaíba, São Francisco e Tocantins até o dia 20, informou no sumário executivo no Programa Mensal de Operação.

"A partir do dia 21, estão previstas pancadas de chuva nestas bacias e na bacia do rio Tietê. As bacias hidrográficas da região Sul apresentam período de estiagem", afirmou o operador.

"A revisão das previsões para o mês de janeiro indica recessão nas afluências dos subsistemas SE/CO e Sul e estabilidade nos subsistemas Nordeste e Norte", acrescentou.

O ONS manteve estimativa de crescimento de carga de energia no sistema em janeiro praticamente estável em relação à previsão da semana passada, em 10,3 por cento.

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) deve divulgar ainda nesta sexta-feira o PLD para semana que vem.

(Por Anna Flávia Rochas)