Deutsche Bank tem surpreendente perda no 4º tri, com peso de escândalo

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014 07:25 BRST
 

FRANKFURT, 20 Jan (Reuters) - O Deutsche Bank apresentou um surpreendente prejuízo antes de impostos de 1,15 bilhão de euros no quarto trimestre, devido aos custos pesados ​​com litígios e reestruturação, e advertiu que 2014 seria um ano de novos desafios e de reforma.

A perda inesperada tende a agravar os problemas que perseguiram o banco no ano passado, especialmente uma extensa lista de ações judiciais e questões regulatórias, e a redobrar a pressão sobre os co-presidentes executivos Anshu Jain e Juergen Fitschen para provar que o seu plano de recuperação está no caminho certo.

O banco disse que o litígio custou 528 milhões de euros no trimestre, elevando a conta do ano por multas e acordos a 2,5 bilhões de euros e diminuindo suas reservas de litígio para 2,3 bilhões de euros no final do ano.

O Deutsche Bank foi multado em 1,9 bilhão de dólares em dezembro pela Agência Federal de Financiamento Habitacional dos Estados Unidos para resolver alegações de que havia lesado duas empresas controladas pelo governo norte-americano na venda de títulos lastreados em hipotecas antes da crise financeira de 2008.

O banco também foi multado em 725 milhões de euros por reguladores antitruste da União Europeia por manipulação de taxas de juros.

A receita do grupo caiu 16 por cento para 6,58 bilhões de euros no último trimestre de 2013, em parte pela fraqueza em sua divisão de banco corporativo e valores mobiliários, disse em um comunicado.

O lucro antes de impostos do Deutsche em 2013 subiu para 2,07 bilhões de euros, ante 814 milhões em 2012. O lucro líquido no ano passado subiu para 1,08 bilhão ante 315 milhões de euros em 2012.

(Reportagem de Thomas Atkins)