Impulso por qualidade da Ford chega em ano movimentado para montadora

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014 13:59 BRST
 

DETROIT, 20 Jan (Reuters) - A Ford está apostando que a estreita ligação entre dois de seus altos executivos poderá ajudá-la a evitar que erros de qualidade atrapalhem seu mais movimentado ano para o lançamento de novos veículos.

Joe Hinrichs, chefe de operações da América do Norte e da América do Sul, e Raj Nair, chefe de desenvolvimento global de produtos da Ford, são peças-chave do que tem sido um grande esforço para acabar com os problemas que perseguiram a montadora nos últimos anos.

Em jogo, estão a credibilidade e rentabilidade da Ford num momento em que a companhia abraça um ambicioso plano para apresentar 23 novos veículos ao redor do mundo em 2014 - maior quantidade histórica em um único ano.

Os lançamentos incluem uma renovação radical do seu veículo mais rentável, a caminhonete líder de vendas F-150, que foi revelada no Salão do Automóvel de Detroit na semana passada. A nova versão usa menos aço e mais alumínio.

Nos últimos anos, a Ford tem caído em importantes pesquisas de confiabilidade devido a problemas com transmissão e com seu painel sensível a toque. A empresa realizou sete recalls do crossover Escape desde o seu lançamento em meados de 2012, o que pode ter levado a despesas de garantia de até 300 milhões de dólares em 2013.

Como parte dos redobrados esforços para evitar problemas de qualidade, Hinrichs e Nair estão recorrendo à experiência de trabalho em conjunto na América do Norte e na Ásia durante os últimos doze anos.

Ambos ajudaram a reestruturação da Ford na América do Norte em 2005 e 2006, quando o presidente-executivo Alan Mulally chegou para orientar a recuperação da montadora.

No final de 2009, eles foram para Xangai e passaram a maior parte do ano longe de suas famílias para replicar na Ásia o plano "One Ford", que unificou unidades de negócio para ganhar economias de escala, e melhorar a qualidade.

Os dois agora conduzem análises de alto nível todos os meses ou por volta disso em todos os principais programas da companhia, para localizar com precisão os problemas potenciais, uma prática que continuará ao longo de 2014.

"Quando olhamos para algo, em 99 de 100 vezes nós dois estamos vendo a mesma coisa", disse Nair, em uma entrevista conjunta no fim do ano passado. "Muitas vezes, nós dois não temos que estar presentes por causa disso."

(Por Deepa Seetharaman)

 
Alan Mulally, presidente-executivo da Ford, fala à mídia durante o Salão do Automóvel de Detroit. A Ford está apostando que a estreita ligação entre dois de seus altos executivos poderá ajudá-la a evitar que erros de qualidade atrapalhem seu mais movimentado ano para o lançamento de novos veículos. 13/01/2014 REUTERS/Joshua Lott