Queda do Deutsche Bank puxa recuo das ações europeias

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014 16:13 BRST
 

Por Blaise Robinson

PARIS, 20 Jan (Reuters) - As ações europeias fecharam em queda nesta segunda-feira, em dia de baixo volume, afastando-se das máximas em cinco anos e meio após o surpreendente prejuízo trimestral do Deutsche Bank levar investidores a embolsarem lucros recentes do setor bancário.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, recuou 0,06 por cento, para 1.344 pontos.

A ação do maior banco alemão, cujos resultados não seriam divulgados até 29 de janeiro, despencou 5,4 por cento, apagando cerca de 2,2 bilhões de euros (3 bilhões de dólares) do valor de mercado.

O banco anunciou queda nas receitas de renda fixa e custos altos com litígio e restruturação, o que levou-o a alertar sobre desafios em 2014.

O papel do Commerzbank caiu 4,5 por cento, a ação do Banco Popolare perdeu 3,1 por cento e o papel do Credit Suisse recuou 2,5 por cento.

"Os dados do Deutsche Bank são surpreendentes e não há fim à vista, então estamos críticos sobre as condições do setor bancário", disse o operador-chefe do Close Brothers Seydler, Oliver Roth.

"Eu acho que vimos o fundo do poço da crise, mas não acho que vimos o fim da crise. Portanto, vejo muito mais potencial em outros setores do que em bancos", emendou.

Apesar das vendas generalizadas de ações de bancos, o índice bancário STOXX acumula alta de 5,5 por cento em 2014, melhor performance setorial até agora neste ano.   Continuação...