Ações europeias renovam máximas de cinco anos e meio

terça-feira, 21 de janeiro de 2014 16:01 BRST
 

Por Toni Vorobyova

LONDRES, 21 Jan (Reuters) - As ações europeias avançaram às máximas em cinco anos e meio nesta terça-feira, com otimismo sobre os papeis da Unilever e Remy Cointreau e dados sólidos sobre o sentimento alemão compensando outros dados fracos.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, avançou 0,09 por cento, a 1.345 pontos.

A melhora no desempenho na China, na Rússia e na Indonésia ajudou a Unilever a registrar resultados melhores do que o esperado em 2013, fazendo a ação subir 1,8 por cento.

A perspectiva de recuperação em mercados emergentes também ajudou o grupo francês de bebidas Remy Cointreau, cujo papel ganhou 4,5 por cento. Investidores ignoraram a queda nas vendas trimestrais e concentraram-se na projeção de que o segmento chinês vai voltar a crescer no ano fiscal de 2014/15.

Já a expectativa de recuperação no mercado doméstico europeu foi amparada pelo índice ZEW alemão, com salto na perspectiva de condições atuais.

"O crescimento está mais forte fora da Europa. Mas, mesmo na Europa, há sinais de que o crescimento está voltando, e esse é o ponto --abandonando o piso-- em que pode ter grande impacto", disse o chefe de estratégia em ações europeias do HSBC, Peter Sullivan.

"Acreditamos que (crescimento nos lucros) de 10 a 15 por cento é possível neste ano e no próximo, e isso será suficiente para impulsionar as ações", emendou.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,04 por cento, a 6.834 pontos.   Continuação...