Equador se aproxima de acordo com China para financiar US$7 bi para refinaria

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 15:36 BRST
 

QUITO, 22 Jan (Reuters) - O Equador espera fechar em março o contrato de financiamento para 7 bilhões de dólares com a petroleira estatal chinesa China National Petroleum Corp (CNPC) para a construção de uma nova refinaria com capacidade total de 300 mil barris por dia, disse nesta quarta-feira o ministro encarregado de setores estratégicos.

A refinaria do Pacífico é um projeto das estatais Petroecuador e PDVSA (da Venezuela), que buscavam um parceiro para financiar a execução da mega unidade.

"Estamos negociando documentos... esperamos a aprovação dos respectivos governos, mas as linhas gerais já foram aprovadas. No fim de março o assunto está fechado", disse o ministro Augusto Espín.

Com o acordo, a petroleira chinesa terá uma fatia de 30 por cento no projeto, ficando com uma parte da participação da PDVSA, cuja parcela cai para 19 por cento.

O ministro disse que o custo total da refinaria do Pacífico caiu para 10 bilhões de dólares, ante 12,5 bilhões previstos anteriormente.

"Foram feitos ajustes de engenharia" , disse ele.

A expectativa das autoridades é que a refinaria entre em operação em 2017, no litoral do Equador.

No Brasil, a CNPC é uma das sócias da Petrobras e de outras estrangeiras na área de Libra, no pré-sal da Bacia de Santos.

(Por Alexandra Valencia)