Exportação de petróleo do Irã sobe com redução das sanções--fontes

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 15:37 BRST
 

Por Alex Lawler e Jonathan Saul

LONDRES, 22 Jan (Reuters) - As exportações de petróleo do Irã subiram modestamente em janeiro pelo terceiro mês consecutivo, de acordo com fontes que monitoram o movimento de navios petroleiros, em mais um sinal que o afrouxamento das sanções ocidentais está ajudando o país a recuperar suas exportações de óleo.

O aumento nos embarque está em torno de 50 mil barris por dia (bpd), de acordo com uma empresa de rastreamento, o que colocaria as exportações iranianas em cerca de 1,2 milhão de bpd em janeiro, elevando em 150 milhões de dólares as combalidas receitas de Teerã com petróleo.

O pequeno aumento muito provavelmente não é uma consequência direta do relaxamento das sanções, que entraram em vigor apenas na segunda-feira. Armadores dizem que ainda estão aguardando para finalizar a burocracia relacionada aos seguros para o transporte de petróleo, que agora estão mais fáceis.

Por outro lado, o acordo provisório, que foi fechado ainda em novembro --em troca de uma redução no programa nuclear iraniano--, melhorou o sentimento e reduziu os riscos para compradores, dando um impulso às exportações iranianas desde então.

"A suspensão das sanções sobre a exportação de petróleo retira pressão do setor de petróleo do Irã, que estava perto de ficar sem capacidade de armazenagem para sua produção excedente e em perigo de sofrer perdas irreparáveis em função da parada forçada de campos petrolíferos", disse o representante do centro de estudos Fundação para a Defesa das Democracias Mark Dubowitz, que defende duras sanções ao Irã.

"Os custos de transação para o transporte marítimo de petróleo serão reduzidos. E agora o Irã pode voltar a utilizar navios estrangeiros para transportar bens e produtos, liberando capacidade na frota para fazer entregas de petróleo."

Uma segunda fonte do setor de rastreamento de navios, familiarizada com as movimentações iranianas, estimou um aumento de 60 mil bpd nos embarques em janeiro, acrescentando que o volume adicional está destinado "principalmente à Índia".

"As compras da China continuam firmes e as importações pela Turquia estão em cerca de 105 mil bpd. A Síria está recebendo alguns carregamentos", disse a fonte.   Continuação...