Setor privado da zona do euro começa 2014 com força--PMI

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 07:17 BRST
 

Por Jonathan Cable

LONDRES, 23 Jan (Reuters) - O setor privado da zona do euro começou 2014 com uma performance muito melhor do que o esperado, com o crescimento mais forte na região sendo afetado apenas por uma contínua contração na França, mostrou nesta quinta-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

O PMI Composto preliminar do Markit para a zona do euro, que avalia a atividade em milhares de empresas, saltou para 53,2 em janeiro ante 52,1 no mês anterior.

O resultado ficou bem acima da marca de 50 que separa crescimento de contração e foi o mais alto desde meados de 2011, superando todas as estimativas em pesquisa da Reuters junto a 25 economistas.

"Esperamos que a melhora que estamos vendo na Alemanha e em todo o resto da região... ajude a tirar a França de sua atual situação", disse Chris Williamson, economista-chefe do Markit.

O PMI composto da França mostrou que a atividade contraiu pelo terceiro mês seguido em janeiro, embora tenha sido menos pronunciada e tanto o PMI de serviços quanto o de indústria tenham superado as expectativas. Na Alemanha, o PMI composto cresceu para o nível mais alto em 31 meses.

O PMI de serviços da zona do euro subiu para 51,9 ante 51,0, superando a expectativa em pesquisa da Reuters de uma alta mais modesta para 51,4.

Já o PMI da indústria recuperou-se para uma máxima de 32 meses de 53,9 ante 52,7, superando todas as 39 projeções na pesquisa.