ANÁLISE-Em fase de transição, BRF deve ter resultados voláteis no ano

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 15:46 BRST
 

Por Fabíola Gomes

SÃO PAULO, 23 Jan (Reuters) - A empresa de alimentos BRF, maior exportadora global de carne de frango, ainda deve apresentar altos e baixos em seus resultados trimestrais em 2014, durante processo de transição em que busca focar em vendas de maior valor agregado e reduzir a fatia de produtos básicos em seus negócios externos.

Um desafio adicional é um mercado de exportações pouco brilhante, segundo especialistas consultados pela Reuters.

As notícias sobre as mudanças estruturais na companhia em 2013, incluindo a troca de integrantes da cúpula da empresa, foram inicialmente bem recebidas pelos investidores, mas o baque de um resultado abaixo do esperado no terceiro trimestre deixou o mercado cauteloso.

"Em 2013, as ações da BRF estavam subindo até o terceiro trimestre, mas a partir daí o papel cedeu e vem com tendência de baixa... já caíram 8 por cento", disse o gerente da equipe de analistas do BB Investimentos, Nataniel Cezimbra.

As mudanças realizadas desde que Claudio Galeazzi assumiu a presidência da companhia incluíram reorganização e novas diretorias, redução de portfólio e lançamento de produtos em áreas específicas visando aumentar rentabilidade.

"Os primeiros trimestres mostraram isso (ganho de eficiência), mas o terceiro trimestre assustou pela queda significativa nas vendas... ficou uma incerteza no mercado", disse o analista do BB Investimentos.

A BRF teve lucro líquido de 287 milhões de reais no terceiro trimestre de 2013, 216 por cento maior na comparação com o ano passado, mas veio abaixo da expectativa do mercado e da própria companhia.

Agora, disse o analista, quando sair o resultado do quarto trimestre, o mercado estará atento para saber se a companhia está gerando mais receita com volume ou com a venda de produtos de maior valor agregado.   Continuação...