Preocupações com América Latina faz ações europeias desabarem

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014 16:22 BRST
 

Por Blaise Robinson

PARIS, 24 Jan (Reuters) - As ações europeias sofreram a maior queda diária em sete meses nesta sexta-feira. As preocupações sobre economias e moedas na América Latina desencadearam realização de lucros após o forte rali recente.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, fechou em queda de 2,35 por cento, a 1.301 pontos.

Ações espanholas figuraram entre as maiores quedas, com o índice IBEX, de Madri, perdendo 3,6 por cento. O valor de mercado das blue-chips do país caiu 19 bilhões de euros.

O tombo foi liderado pela ação da Telefónica, que perdeu 4,6 por cento, e pelos papéis dos bancos BBVA e Santander, que perderam 5,1 por cento e 3,5 por cento, respectivamente.

Cerca da metade das receitas das três companhias espanholas vem da América Latina. Entre as blue-chips europeias, as três têm a maior exposição à região, de acordo com dados do MSCI.

Os papéis dos grupos franceses Edenred e Casino, que também têm ampla atuação na América Latina, caíram 3,4 por cento e 4,4 por cento, respectivamente.

"As vendas foram provocadas por crescentes preocupações com mercados emergentes, com foco na Argentina hoje", afirmou o analista da FXCM Vincent Ganne. "Investidores estão ficando nervosos com a exposição possivelmente excessiva a ações e decidiram reduzir posições, voltando-se para bônus e ouro".

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 1,62 por cento, a 6.663 pontos.   Continuação...