EXCLUSIVO-Regulador global vai investigar referenciais de taxa de câmbio

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014 18:03 BRST
 

Por Douwe Miedema

WASHINGTON, 24 Jan (Reuters) - O Conselho de Estabilidade Financeira (FSB, na sigla em inglês), que coordena a regulação das 20 principais economias do mundo, disse nesta sexta-feira que vai analisar taxas de referência utilizadas no mercado de câmbio.

Trata-se de um primeiro sinal de que o mercado que em grande parte não é regulamentado pode ter mais rédeas após alegações de manipulação.

O FSB já está trabalhando em cima de uma reforma em taxas de juros interbancárias depois do escândalo de fraude com a Libor.

"O FSB está em processo de definir o trabalho do que irá fazer com as questões envolvendo as referências de mercado de câmbio", afirmou à Reuters por e-mail a agência reguladora com sede na Suíça.

O órgão regulador britânico do setor financeiro e o Departamento de Justiça dos Estados Unidos investigam denúncias de que operadores de alguns dos maiores bancos do mundo teriam manipulado o mercado de câmbio, que movimenta 5,3 trilhões de dólares por dia.

A investigação em cima da Libor mostrou quão fácil é manipular uma taxa de referência e resultou em multas pesadas para bancos como UBS e Barclays.

A expectativa é que o FSB anuncie os detalhes da investigação sobre o mercado de câmbio "muito em breve", disse uma fonte familiarizada com a situação, mas o órgão ainda não decidiu quem será o responsável pela investigação ou a forma como o trabalho se desenvolverá.

"Isso é algo para o FSB decidir. E eles delegam a quem sentirem que é apropriado", disse a fonte, que pediu para não ser identificada.   Continuação...