Reguladores dos EUA irão pedir verificações de segurança em Boeing 767

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014 08:18 BRST
 

27 Jan (Reuters) - Reguladores de aviação dos Estados Unidos planejam pedir verificações de segurança em mais de 400 aviões 767 da Boeing devido a seções traseiras móveis que pode travar e possivelmente levar alguns pilotos a perder o controle da aeronave, de acordo com uma reportagem do The Wall Street Journal, no domingo.

Um pedido pela Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês), que deve ser publicado em um documento federal nesta segunda-feira, pede por inspeções reforçadas em um mecanismo de controle de vôo, conhecido como "elevador", que ajuda os aviões a subir e descer, relatou o jornal.

Porta-vozes da Boeing e da FAA não puderam ser encontrados imediatamente para comentários.

Elevadores que não funcionam corretamente não foram identificados como os causadores de um acidente do 767, segundo o jornal.

A FAA teve conhecimento do problema em 2000, quando ordenou verificações aprimoradas para encontrar problemas. As inspeções naquela época eram vistas como uma resposta temporária. A Boeing projetou eventualmente uma correção permanente, que a FAA vai ordenar que as companhias aéreas façam, de acordo com o jornal.

(Por Suzanne Barlyn)