BG Group corta previsão de produção afetada por distúrbios no Egito

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014 09:38 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A empresa de petróleo e gás BG Group divulgou um alerta sobre o lucro e cortou estimativas de produção para este ano e o próximo, culpando os distúrbios no Egito. O anúncio fazia suas ações despencarem cerca de 15 por cento nesta segunda-feira.

O grupo britânico, que depende do Egito para cerca de um quinto de sua produção, disse que o governo do país não honrou acordos que cobrem a fatia do gás da BG dos campos, com altos níveis de gás sendo direcionados para o mercado doméstico.

Isso impediu a empresa de atender compromissos de exportação a partir de um projeto egípcio de gás natural liquefeito (GNL). Como resultado, a BG disse que emitiu os chamados avisos de "força maior" aos compradores e arrendatários afetados, efetivamente livrando todas as partes de termos contratuais devido a circunstâncias além de seu controle.

"É um banho de sangue", disse Jason Kenney, analista do Santander. "Acho que estamos vendo um corte de 15 por cento nos lucros (estimados) para 2015."

A BG disse que espera produzir entre 590.000 e 630.000 barris de óleo equivalente por dia (boed) este ano, volume até 12 por cento abaixo do que o atualmente esperado por analistas e até 7 por cento abaixo de sua produção em 2013.

O grupo também reviu orientação para 2015 para entre 710.000 e 750.000 barris de boed, ante uma meta de 775.000 a 825.000 barris dada em maio.

A BG divulgará seus resultados de quatro trimestre e para o ano inteiro em 4 de fevereiro.