Índia suspende banimento de A380, companhias estrangeiras estão interessadas

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014 13:24 BRST
 

NOVA DÉLHI, 27 Jan (Reuters) - A Índia suspendeu um banimento contra pousos de aviões A380 da Airbus nesta segunda-feira, permitindo que companhias aéreas como a Singapore Airlines e a Emirates voem com seus superjumbos para o segundo país mais populoso do mundo.

Os A380 poderão pousar nos quatro principais aeroportos do país -- Nova Délhi, Mumbai, Bangalore e Hyderabad -- que são capazes de lidar com os aviões, uma decisão bem recebida por companhias aéreas estrangeiras que buscam aproveitar o setor de viagens aéreas que rapidamente cresce na Índia.

"A operação dos A380 ajudará os aeroportos a gerar mais receita, oferecerá viagens mais confortáveis e luxuosas para passageiros, (e vai) liberalizar o meio de aviação civil da Índia", disse o ministro de Aviação Civil em um comunicado.

O impedimento sobre os A380 foi imposto devido a preocupações de que as companhias aéreas estrangeiras poderiam captar uma fatia grande do tráfego internacional, afetando negativamente a estatal Air India .

A Air India não pôde ser encontrada para comentar o caso.

O Ministério da Aviação Civil disse que a Singapore Airlines, a Emirates e a Lufthansa expressaram interesse em operar os A380 na Índia em várias rotas internacionais.

Os níveis crescentes de renda estão fazendo com que mais indianos voem no país de 1,25 bilhão de pessoas. Estima-se que o tráfego total de passageiros na Índia vai triplicar para 452 milhões até 2020.

(Por Devidutta Tripathy, Praveen Menon, Victoria Bryan e Anshuman Daga)