Após pregão de sobe e desce, Bovespa tem 3a queda consecutiva

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014 17:48 BRST
 

SÃO PAULO, 27 Jan (Reuters) - Depois de um dia de volatilidade, a Bovespa fechou com leve queda nesta segunda-feira, ainda repercutindo preocupações sobre a redução dos estímulos à economia norte-americana, associadas à aversão ao risco de investidores com os mercados emergentes.

O Ibovespa fechou pelo terceiro pregão consecutivo com variação negativa, de 0,18 por cento, a 47.701 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 5,6 bilhões de reais.

Na sequência de quatro quedas semanais seguidas, o Ibovespa tentou se sustentar no azul diversas vezes ao longo do dia, mas o peso das ações de Ambev, CSN e Oi ofuscaram a alta de papéis do setor financeiro no final da sessão.

"Não havia motivo para apontar para cima, já que temos uma semana tumultuada com reunião do Federal Reserve e (divulgação do) Produto Interno Bruto dos Estados Unidos, que devem deixar os ânimos acirrados com a expectativa de retirada de estímulos (nos EUA)", afirmou o analista da Banrisul Corretora Fábio Gonçalves.

Investidores trabalham sob expectativa de que o Fed possa anunciar na quarta-feira mais um corte de 10 bilhões de dólares em seu programa de compras mensais de títulos, ante os atuais 75 bilhões de dólares, reduzindo ainda mais a oferta global de liquidez.

Segundo o operador de renda variável Luiz Roberto Monteiro, da Renascença DTVM, além do temor de uma aceleração no ritmo de corte do programa do Fed, preocupações quanto à crise na Argentina, a perspectiva de aumento do dólar e a dúvida sobre o rating brasileiro ainda pairam sobre o mercado, que está operando no curtíssimo prazo.

No fronte corporativo, a operadora Oi e a Energias do Brasil tiveram as maiores quedas percentuais do dia.

Por outro lado, as ações da Brookfield Incorporações foram destaque de alta do pregão, depois da companhia confirmar que avalia uma oferta pública para fechar capital.

A Brookfield acrescentou que, como alternativa estratégica, também avalia uma capitalização via emissão de novas ações.   Continuação...