Eletrobras aprova plano de demissão voluntária na Eletronuclear

terça-feira, 28 de janeiro de 2014 11:38 BRST
 

SÃO PAULO, 28 Jan (Reuters) - O Conselho de Administração da Eletrobras aprovou na véspera, um plano de incentivo ao desligamento de empregados na Eletronuclear, afirmou a controladora nesta terça-feira.

A Eletrobras informou que os desligamentos dos empregados que aderirem ao plano ocorrerão em 2014 e 2015.

"Findo o período de adesão, a companhia terá apurado o efetivo custo total do referido PID (plano incentivado de demissão), que será reconhecido no resultado do exercício de 2014", informou a Eletrobras.

O programa de desligamento na Eletronuclear já estava previsto pela holding, que realizou programas similares em outras subsidiárias, como parte dos planos de reestruturação e corte de custos do grupo para se adequar à nova realidade de menor receita após renovação das concessões.

Em novembro de 2013, a Eletronuclear informou que deveria ter uma redução anual de custos com pessoal de 140 milhões de reais com programa demissões voluntárias a ser adotado neste ano. O programa na Eletronuclear teria um custo de 240 milhões de reais e o retorno era esperado para 21 meses, a partir de janeiro de 2016.

A Eletrobras estimou em 2013 que cerca de 500 funcionários aderissem ao programa na Eletronuclear.

(Por Anna Flávia Rochas)