Lucro maior da Ford nos EUA minimiza perdas de Europa e América do Sul

terça-feira, 28 de janeiro de 2014 12:11 BRST
 

DEARBORN, Estados Unidos, 28 Jan (Reuters) - A Ford divulgou nesta terça-feira lucro trimestral mais alto que o esperado apoiada nos resultados das operações norte-americanas que aliviaram perdas na Europa e América do Sul.

A companhia também confirmou a projeção de lucro para o ano de 2014, apresentada a investidores no mês passado. A Ford descreveu 2014 como um ano de transição que testará a força da equipe do presidente-executivo Alan Mulally e a reformulação da companhia, desde que ele assumiu o cargo em 2006.

O lucro líquido no quarto trimestre subiu para 3 bilhões de dólares, ou 0,74 dólar por ação, ante quase 1,6 bilhão de dólares, ou 0,40 dólar por papel, um ano antes.

Os resultados incluíram ganho de 2,1 bilhões de dólares gerados por itens tributários no balanço e encargos de 311 milhões de dólares gerados por despesas com pensões e demissões na Europa.

Excluindo eventos não recorrentes, a Ford teve lucro de 0,31 dólar por ação, 3 centavos acima da média de expectativas de analistas consultados pela Thomson Reuters I/B/E/S.

A receita subiu 4 por cento para 37,6 bilhões de dólares, acima das estimativas de 35,17 bilhões de dólares de analistas.

Na América do Norte, o lucro da Ford antes de impostos foi de 1,7 bilhão de dólares, queda de 200 milhões de dólares, motivada pela queda nos preços dos veículos. O lucro, porém, ficou acima de estimativas de 1,5 bilhão de dólares da RBC Capital Market e de 1,43 bilhão de dólares da Barclays.

A empresa divulgou um prejuízo maior que o esperado de 126 milhões de dólares para a América do Sul, ante lucro no ano anterior. Seu prejuízo de 571 milhões de dólares na Europa, embora menor do que no ano anterior, ainda foi pior do que analistas esperavam. O lucro na Ásia-Pacífico e África saltou mais de 170 por cento, para 106 milhões de dólares.

(Por Ben Klayman e Bernie Woodall)