Goiás colhe safra de soja menor que a esperada por problemas de clima

terça-feira, 28 de janeiro de 2014 15:27 BRST
 

Por Gustavo Bonato

RIO VERDE, Goiás, 28 Jan (Reuters) - A colheita de verão avança em importante região de Goiás --quarto maior produtor de soja do país--, mas as produtividades decepcionam os agricultores, o que deverá levar a uma revisão para baixo nas projeções para a safra do Estado por conta de uma estiagem.

Em uma lavoura às margens da BR-060, em Rio Verde, no sudoeste do Estado, o administrador da fazenda Boa Vista, Márcio Gouveia Silva, acompanha o trabalho da colheitadeira e lamenta o resultado.

"Não é o esperado", disse ele à Reuters, que acompanha nesta semana a expedição técnica Rally da Safra pelo Centro-Oeste brasileiro.

A propriedade com 300 hectares de soja apostou em variedades super precoces, com um ciclo de 100 dias. A expectativa era colher 58 sacas por hectare, mas a produtividade deve ser limitada a 50 sacas de 60 kg.

O volume ainda é maior do que as 49,4 sacas colhidas na média do Estado na temporada passada, de acordo com dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Mas fica abaixo da produtividade média normalmente obtida no sudoeste do Estado, região que responde por pouco mais de um terço da safra de Goiás.

"Foi o clima. Ficou 30 dias sem chuva, da metade de dezembro à metade de janeiro", disse Silva, contrariado, sob o sol quente do Centro-Oeste. "Tem vizinho que está colhendo 40 sacas."

E ele não é o único.   Continuação...