Ações europeias caem por preocupações com mercados emergentes e Fed

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014 15:55 BRST
 

Por Toni Vorobyova

LONDRES, 29 Jan (Reuters) - As ações europeias fecharam em queda nesta quarta-feira, caindo abaixo de níveis de suporte técnico por resultados corporativos fracos e preocupações sobre a possibilidade de mais um corte no estímulo monetário dos Estados Unidos exacerbar as turbulências nos mercados emergentes.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, recuou 0,63 por cento, a 1.289 pontos.

Economias emergentes --importantes fontes de receita para montadoras, administradores de fundos e outras companhias europeias-- têm sido golpeadas por turbulência nos mercados financeiros nos últimos dias.

O movimento foi desencadeado por problemas regionais e pela perspectiva de mais um corte de 10 bilhões de dólares nas compras de ativos do Federal Reserve, banco central norte-americano.

Analistas dizem que a decisão do Fed, que será divulgada às 17h (horário de Brasília), pode expor fraqueza nas finanças de alguns países em desenvolvimento conforme capitais abandonam o mercado e os custos de financiamento locais sobem.

Isso, por sua vez, pode corroer a receita de companhias globais expostas a mercados emergentes.

"Se o Fed tirar mais 10 bilhões de dólares do QE... (moedas emergentes) provavelmente acabarão enfraquecendo mais", disse o estrategista-chefe para ações europeias do BTIG, Nick Xanders.

"Nos últimos três anos, investidores têm acreditado que colocaram o sapatinho de cristal na Cinderela mas, na verdade, quando o QE for retirado, eles perceberão que era a meia-irmã malvada", emendou.   Continuação...