Câmbio e adesão ao Refis levam Fibria a prejuízo de R$185 mi no 4o tri

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014 21:36 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 29 Jan (Reuters) - A fabricante de celulose Fibria registrou prejuízo líquido de 185 milhões de reais no quarto trimestre, pressionada pelo variação cambial e pelo aumento da despesas com imposto de renda pela adesão ao Refis.

Um ano antes, a Fibria teve lucro de 48 milhões de reais.

"Os mesmos fatores explicam grande parte do prejuízo apurado no ano de 698 milhões de reais", informou a companhia em seu relatório de resultados nesta quarta-feira.

Excluindo os efeitos, o lucro teria sido de aproximadamente 323 milhões de reais no trimestre e de 834 milhões no ano, acrescentou a Fibria.

Cinco estimativas de analistas obtidas pela Reuters sobre os resultados da Fibria no quarto trimestre variaram de prejuízo de 321 milhões de reais a lucro de 36 milhões.

No final de novembro, a Fibria informou que aderiu à modalidade de pagamento à vista concedida pelo governo de dívidas relativas a Imposto de Renda (IRPJ) e Contribuição Social (CSLL), com desembolso efetivo de 392,32 milhões de reais.

O resultado financeiro foi negativo em 599 milhões de reais entre outubro e dezembro contra um resultado negativo de 226 milhões no trimestre anterior, variação explicada principalmente pelo maior efeito da variação cambial sobre a dívida e sobre as operações de hedge.

Do lado operacional, a produção de celulose da companhia no quarto trimestre caiu 1 por cento na comparação anual, a 1,358 milhão de toneladas, enquanto as vendas caíram 5 por cento na mesma base de comparação, e encerraram o trimestre em 1,44 milhão de toneladas.

Já a receita líquida da Fibria cresceu 6 por cento no trimestre ano a ano, para 1,95 bilhão de reais.   Continuação...