Fiat terá domicílio fiscal no Reino Unido, diz chairman a jornal

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014 11:54 BRST
 

MILÃO, 30 Jan (Reuters) - A Fiat quer estabelecer o domicílio fiscal do novo grupo Fiat Chrysler Automobiles no Reino Unido para ajudar a atrair investidores norte-americanos, disse o chairman da montadora italiana ao jornal La Stampa em entrevista publicada nesta quinta-feira.

A Fiat, que neste mês adquiriu a fatia da acionista minoritária em sua unidade norte-americana Chrysler em um negócio de 4,35 bilhões de dólares, disse na quarta-feira que a holding será registrada na Holanda e terá seu domicílio fiscal na Inglaterra, concretizando uma mudança politicamente sensível para fora da Itália.

"A vantagem (de mudarmos nosso domicílio fiscal) para Londres está ligada às regras mais favoráveis para investidores norte-americanos, que queremos atrair com a fusão", disse John Elkann, sem especificar a quais regras se referiu.

Elkann disse ao jornal de Turin que a Fiat não pagará menos impostos como consequência da mudança. Alguns especialistas dizem, porém, que o registro do grupo na Holanda com domicílio fiscal no Reino Unido pode acabar privando os Estados Unidos e a Itália da receita fiscal sobre parte dos lucros da companhia no exterior.

Elkann reiterou que o novo grupo realocará sua sede de 115 anos fora da Itália.

"A nova companhia terá mais de uma sede ... com Turin no centro de um enorme mercado cobrindo a Europa, Oriente Médio e a África", disse Elkann.

(Por Francesca Landini)