Indústrias da zona do euro iniciam 2014 com ritmo sólido, mostra PMI

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014 07:35 BRST
 

Por Jonathan Cable

LONDRES, 3 Fev (Reuters) - As indústrias da zona do euro tiveram em janeiro o mês mais forte desde meados de 2011 devido à entrada de novas encomendas, levando-as a contratar novos funcionários pela primeira vez em dois anos, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) nesta segunda-feira.

A alta foi liderada por uma forte aceleração na Alemanha e uma retomada dos membros periféricos da zona do euro, mas uma contínua contração na França, segunda maior economia do bloco, seguiu sendo um peso para a região.

O PMI final do Markit para a indústria da zona do euro subiu para 54,0 no mês passado, superando a preliminar de 53,9 e a leitura de 52,7 de dezembro. A última vez em que ficou acima disso foi em maio de 2011. Leitura acima de 50 indica crescimento da atividade.

O subíndice de produção, que entra no PMI composto a ser divulgado na quarta-feira, avançou para 56,7 ante 54,9 em dezembro, em linha com a preliminar e o número mais alto desde abril de 2011.

"A recuperação da indústria da zona do euro ganhou força significativa em janeiro, com as leituras finais do PMI para Alemanha, França e a região como um todo superando as estimativas preliminares", disse Chris Williamson, economista-chefe do Markit.

O PMI da Alemanha saltou para máxima de 32 meses. Já a França, embora tenha subido para o maior nível em 23 meses, permaneceu abaixo da marca de 50.