Ryanair tem prejuízo no trimestre, mas pressão sobre preços diminui

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014 07:48 BRST
 

DUBLIN, 3 Fev (Reuters) - A Ryanair sofreu o maior prejuízo em cinco anos no terceiro trimestre fiscal, com as tarifas médias recuando 9 por cento, embora a diretoria tenha dito que a competição intensa em preços na Europa esteja enfraquecendo e as reservas futuras estejam subindo.

A empresa aérea irlandesa, a maior da Europa em números de passageiros, disse ter sofrido prejuízo de 35 milhões de euros (47,2 milhões de dólares) nos três meses encerrados em 31 de dezembro, sua pior performance no tradicionalmente fraco terceiro trimestre desde 2008.

O presidente-executivo, Michael O'Leary, disse que o prejuízo, devido a menores tarifas médias, era esperado. Ele reafirmou a estimativa da empresa de ter lucro entre 500 milhões a 520 milhões de euros no acumulado do ano.

"A precificação de mercado permanece fraca, mas não está mais caindo", disse.

A Ryanair teve aumento de 6 por cento no número de passageiros transportados nos últimos três meses de 2013, comparado com um ano antes, mas a receita ficou estável devido a uma queda nos preços das passagens.

(Por Conor Humphries)