Ford mostra 4o carro global desenvolvido no Brasil

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014 12:18 BRST
 

SÃO PAULO, 3 Fev (Reuters) - A Ford mostrou nesta segunda-feira o Ka Concept sedã, seu quarto veículo global desenvolvido no Brasil, no mesmo dia em que o carro era apresentado com algumas alterações de design na Índia, dentro da estratégia da montadora norte-americana de renovar sua linha com a utilização de uma plataforma mundial.

Segundo Rogelio Golfarb, vice-presidente da Ford para América do Sul, as novas versões do Ka sedã e o do Ka compacto -- este último revelado em novembro passado --, serão os veículos de entrada da Ford no país, a serem lançados ainda em 2014.

Os recursos para desenvolvimento dos dois carros foram consumidos no âmbito do plano da companhia de investir 4,5 bilhões de reais no Brasil entre 2011 e 2015.

Sem precisar a data de provável lançamento ou estimativa de preços para os veículos, Golfarb afirmou que eles fazem parte da estratégia da Ford de dar foco aos veículos compactos. "Daqui para frente, o grande crescimento mundial virá daí", afirmou.

A expectativa da montadora é que os compactos respondam por 30 por cento de suas vendas globais até 2018. No Brasil, onde correspondem a cerca de 70 por cento das vendas do mercado, eles serão a arma da Ford para ganhar vendas, com o apelo de oferecer inovações em tecnologia, disse Golfarb.

Segundo a Fenabrave, associação que representa as concessionárias no Brasil, a Ford encerrou 2013 no quarto lugar do mercado, com participação de 9,37 por cento e vendas de 335,02 mil unidades no ano.

"Tecnologia virou o nome do jogo e entrou de vez na equação custo-benefício calculada pelo consumidor", afirmou Golfarb. Além de controle de estabilidade, o novo Ka contará com uma plataforma para acoplagem de dispositivos móveis, integrando esses equipamentos ao sistema do carro.

Totalmente criado na fábrica da Ford em Camaçari, na Bahia, o Ka sedã é o quarto automóvel global da companhia com selo de desenvolvimento brasileiro, após o Ka compacto, o Ecosport e o caminhão Cargo.

Em paralelo à apresentação do automóvel nesta segunda, Golfarb afirmou que a subsidiária brasileira da companhia ficará responsável pela atualização futura desses automóveis, sem ter em vista o desenvolvimento de outro carro de plataforma global "por enquanto".

(Por Marcela Ayres)