Dólar sobe 1% e volta a R$2,43, em reação a dados fracos dos EUA

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014 18:39 BRST
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO, 3 Fev (Reuters) - O dólar fechou com alta de 1 por cento, voltando ao patamar de 2,43 reais nesta segunda-feira, após dados econômicos fracos nos Estados Unidos alimentarem a aversão ao risco sobre os mercados emergentes.

A divisa norte-americana subiu 1,02 por cento, a 2,4371 reais na venda, após bater 2,4385 reais na máxima e 2,4006 reais na mínima do dia.

Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 770 milhões de dólares, bem abaixo da média diária apurada em janeiro, de 1,5 bilhão de dólares.

Em janeiro, a moeda norte-americana acumulou alta de 2,33 por cento e chegou a ser negociada no patamar de 2,45 reais em alguns momentos.

"A alta (desta sessão) veio em reação à piora nos mercados norte-americanos, o que por sua vez veio em reação aos dados fracos dos EUA", resumiu o gerente de análise da XP Investimentos, Caio Sasaki.

"Quando o mercado norte-americano não vai bem, a tendência é que haja mais fuga do dólar do Brasil porque o estrangeiro vai buscar ativos de menor risco", explicou.

A atividade manufatureira dos Estados Unidos desacelerou com força em janeiro devido à maior queda em anos das novas encomendas, sugerindo que a economia perdeu fôlego no início de 2014. Além disso, os gastos com construção no país quase não cresceram em dezembro.

Nesse contexto, investidores voltaram a se refugiar em ativos mais seguros, principalmente os denominados em dólares. Após recuar no início do dia, o dólar subia mais de 1 por cento frente ao peso mexicano e ao peso chileno.   Continuação...