Brasil tem déficit comercial recorde de US$4,057 bi em janeiro

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014 18:23 BRST
 

Por Luciana Otoni

BRASÍLIA, 3 Fev (Reuters) - O forte aumento das importações de bens de consumo, combinado com exportações fracas, fez a balança comercial brasileira encerrar janeiro com déficit recorde de 4,057 bilhões de dólares, reforçando apostas em mais um ano de resultados frágeis.

No mês passado, as importações somaram 20,084 bilhões de dólares, crescimento de 5,4 por cento frente a dezembro e alta de 0,4 por cento em relação a janeiro do ano passado pela média diária das operações, informou o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior nesta segunda-feira.

O resultado veio das importações de bens de consumo, com alta de 8,8 por cento no mês, seguidas por bens de capital (+7,1 por cento) e matérias-primas (+3,2 por cento) frente a igual mês do ano passado.

"Do lado das importações, há aumento ligado à reposição de estoques", comentou o secretário de Comércio Exterior do ministério, Daniel Godinho, acrescentando que houve "demanda interna aquecida", principalmente por eletroeletrônicos, não suficientemente atendida pela produção interna.

O péssimo resultado de janeiro passado é ainda pior se comparado com igual período de 2013, quando o déficit da balança comercial já havia sido recorde mas provocado pelo efeito da contabilidade atrasada de importações de gasolina feitas em 2012.

EXPORTAÇÕES

Em janeiro passado, ainda segundo o ministério, as exportações ficaram em 16,027 bilhões de dólares, com forte queda de 26,6 por cento em relação a dezembro pela média diária dos embarques, enquanto na comparação com janeiro de 2013 houve ligeiro acréscimo de 0,4 por cento.

O resultado decorreu da retração nas vendas no exterior de produtos manufaturados e semimanufaturados, com destaque para queda nos embarques automóveis e autopeças, veículos de carga, etanol, açúcar, suco de laranja, ferro, aço, ouro e alumínio.   Continuação...