4 de Fevereiro de 2014 / às 19:14 / 4 anos atrás

CÂMBIO-Dólar cai quase 1% e volta a R$2,41 com anúncio de rolagem de swap

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO, 4 Fev (Reuters) - O dólar fechou em queda de quase 1 por cento e voltou a 2,41 reais nesta terça-feira, em reação ao anúncio do Banco Central na véspera de que dará início ao processo de rolagem dos contratos de swap cambial tradicional que vencem em março e em linha com a depreciação da divisa dos Estados Unidos sobre outras moedas emergentes.

A moeda norte-americana perdeu 0,90 por cento, a 2,4152 reais na venda, mas chegou a bater 2,4061 reais na mínima do dia. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 1,1 bilhão de dólares.

“Com certeza, se o BC não tivesse anunciado a rolagem antecipadamente, o dólar estaria subindo”, afirmou o analista do Brasif Gestão André Santoro.

O BC informou após o fechamento da sessão anterior que iniciará na quinta-feira a rolagem do equivalente a 7,378 bilhões de dólares em swaps que vencem em 5 de março,aumentando a oferta de hedge num momento de turbulência externa, sobretudo nos mercados emergentes.

A autoridade monetária tem rolado integralmente os swaps que venceram nos últimos meses e analistas afirmam que essa rodada não deve ser exceção. Desta vez, o BC anunciou a rolagem mais cedo, em meio à forte pressão sobre o dólar.

Durante a manhã, o BC também deu continuidade às intervenções diárias, vendendo a oferta total de até 4 mil swaps tradicionais com volume financeiro equivalente a 197,0 milhões de dólares. Foram 730 contratos para 1º de agosto e 3.270 contratos para 1º de dezembro deste ano.

E, para quarta-feira, anunciou após o fechamento dessa sessão mais um leilão diário com as mesmas condições: até 4 mil contratos com vencimentos em agosto e dezembro.

A depreciação do dólar ante o real veio em linha com a queda da divisa norte-americana sobre outras moedas emergentes, que vêm sofrendo intensa pressão nas últimas semanas em meio à onda global de mau humor com países em desenvolvimento.

Nesse contexto, o dólar chegou a ser negociado a 2,45 reais em alguns momentos na semana passada, patamar identificado por alguns no mercado como um importante teto de resistência por ameaçar a inflação já elevada no país.

“O nível de 2,45 reais tem dado uma balizada no mercado, com o pessoal voltando a puxar o dólar para baixo quando passa disso”, disse o operador de câmbio da corretora B&T, Marcos Trabbold.

Analistas ressaltam que o cenário de volatilidade deve continuar assolando os mercados emergentes, mesmo que de maneira um pouco diferenciada.

A valorização do dólar ante o real desde o início do ano até agora (2,45 por cento) é a segunda menor dentro de uma cesta de oito moedas emergentes, à exceção do peso argentino, perdendo apenas para a rúpia indiana. O maior avanço veio sobre o rublo russo, que somou 6,42 por cento até esta sessão.

Por Bruno Federowski; Edição de Camila Moreira e Patrícia Duarte

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below