Deutsche Bank demite operadores de câmbio em meio a investigações

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014 08:50 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - O Deutsche Bank demitiu três operadores de câmbio em Nova York, no mais recente sinal de que uma investigação sobre manipulação de mercados de moedas estrangeiras está ganhando corpo, segundo uma fonte familiar com a situação.

"O Deutsche Bank recebeu pedidos de informação de autoridades regulatórias que estão investigando negociações em mercados estrangeiros", disse uma porta-voz do banco. "O banco está cooperando com as investigações e tomará ações disciplinares se necessário."

As demissões ocorrem em um momento em que reguladores mundiais, incluindo a Autoridade de Conduta Financeira Britânica e o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, investigam uma possível manipulação do mercado global de câmbio que movimenta 5,3 trilhões de dólares por dia.

Os investigadores avaliam se operadores conspiraram para manipular taxas de câmbio estrangeiras, que são usadas para precificar trilhões de dólares em investimentos e negócios, e usadas por empresas, investidores e bancos centrais.

Muitos dos grandes bancos, incluindo Deutsche Bank, UBS, JPMorgan e Citigroup, disseram que estão cooperando com as investigações. Diversos bancos já suspenderam ou demitiram operadores.

Conforme as investigações avançam, ações contra os maiores bancos do mundo se amontoam, expondo-os a potenciais danos de bilhões de dólares.