CVS vira primeira rede de farmácias dos EUA a suspender venda de cigarros

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014 11:55 BRST
 

NOVA YORK/CHICAGO, 5 Fev (Reuters) - A CVS Caremark disse nesta quarta-feira que vai parar de vender produtos de tabaco em suas 7.600 lojas até outubro, tornando-se a primeira rede de drogarias dos Estados Unidos a tirar os cigarros da prateleira.

Especialistas em saúde pública chamaram a decisão da segunda maior rede de drogarias dos EUA de um passo sem precedentes, que poderia pressionar outras redes a segui-la.

A CVS, cuja unidade Caremark é um grande administradora de benefícios em farmácias para corporações e para o programa do governo Medicare, acredita que a decisão vai reforçar a sua posição como provedora de serviços de saúde.

A CVS disse que o movimento não irá ter um grande impacto sobre os lucros.

A companhia afirmou que vai perder cerca de 2 bilhões de dólares em vendas anuais e entre 6 a 9 centavos de lucro por ação este ano. Analistas esperam que a empresa divulgue uma receita de 132,9 bilhões de dólares em 2014, e um lucro de 4,47 dólares por ação, segundo a Thomson Reuters.

As vendas de cigarros nos EUA caíram 31,3 por cento entre 2003 e 2013, de acordo com a Euromonitor International.

(Por Phil Wahba e Julie Steenhuysen)