GlaxoSmithKline vê 2014 melhor com avanços em pesquisa

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014 13:44 BRST
 

LONDRES, 5 Fev (Reuters) - A GlaxoSmithKline previu recuperação no crescimento das vendas de cerca de 2 por cento neste ano, com a melhora da produtividade em seus laboratórios de pesquisa e uma moderação na pressão sobre vendas na China após um escândalo de suborno.

A maior fabricante de medicamentos da Grã-Bretanha também disse nesta quarta-feira que manterá a líderança no mercado de medicina respiratória, que domina desde o lançamento do Aerolin em 1969, apesar das ameaças de genéricos ao seu medicamento campeão de vendas Advair.

Como muitas de suas rivais, a GSK tem sofrido com a expiração de patentes e com o aumento da pressão sobre os preços, voltando lentamente para o crescimento.

O presidente-executivo Andrew Witty disse esperar que as vendas de 2014 subam cerca de 2 por cento em uma base que exclui alienações, a taxas de câmbio constantes, após aumento de 1 por cento em 2013. A expectativa é que o lucro por ação suba em 4 a 8 por cento.

As vendas da empresa no quarto trimestre subiram 2 por cento, a 6,91 bilhões de libras (11,3 bilhões de dólares). O lucro principal por ação caiu 7 por cento, a 30,1 pence.

Analistas em média previam vendas de 6,84 bilhões de libras e um lucro principal por ação, que exclui certos itens, de 30,2 pence, de acordo com dados da Thomson Reuters.

(Por Ben Hirschler)

 
O logotipo da GlaxoSmithKline, visto em seu escritório em Xangai. A GlaxoSmithKline previu recuperação no crescimento das vendas de cerca de 2 por cento neste ano, com a melhora da produtividade em seus laboratórios de pesquisa e uma moderação na pressão sobre vendas na China após um escândalo de suborno. 12/07/2013 REUTERS/Aly Song