Ações europeias interrompem 2 semanas de queda com pequena recuperação técnica

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014 15:59 BRST
 

Por Tricia Wright

LONDRES, 5 Fev (Reuters) - As ações europeias fecharam em alta nesta quarta-feira após as fortes quedas das últimas duas semanas, mas preocupações com o crescimento global e as moedas de mercados emergentes deixaram investidores cautelosos.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis europeus, avançou 0,09 por cento, para 1.271 pontos, após acumular queda de 6 por cento nas últimas duas semanas.

O tombo --maior recuo para o índice em sete meses-- foi provocado por preocupações sobre o impacto da redução do estímulo do Federal Reserve, banco central norte-americano, sobre mercados emergentes, além de dados fracos sobre os EUA e a manufatura chinesa.

Gráficos técnicos mostram o FTSEurofirst atingindo níveis sobrevendidos após as duas semanas de perdas, com os índices de força relativa (RSIs, na sigla em inglês) aproximando-se de 30.

"Tecnicamente, o mercado está claramente 'sobrevendido' e investidores deveriam correr de volta. Mas o problema é que a recuperação econômica global em que todos apostavam há apenas algumas semanas não parece ser tão suave quanto se esperava", disse a chefe de pesquisa em ativos globais do Lyxor Asset Management, Jeanne Asseraf-Bitton.

"Este ano será um ano de transição de um mercado movido por liquidez para um movido por fundamentos. Mas com pontos de interrogação na perspectiva de crescimento e com um pouco menos de liquidez, a estrada pode ser difícil", acrescentou.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,13 por cento, a 6.457 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,13 por cento, para 9.116 pontos.   Continuação...