Dólar cai pelo 3º dia seguido e volta a R$2,38, com fluxos de entradas

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014 18:39 BRST
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO, 6 Fev (Reuters) - O dólar fechou em queda nesta quinta-feira pelo terceiro dia seguido, indo ao patamar de 2,38 reais, num movimento de ajuste do mercado e em reação a fluxo de entrada de divisas, mas com investidores ainda sob a expectativa da divulgação do relatório de emprego dos Estados Unidos, no dia seguinte.

A moeda norte-americana recuou 0,70 por cento, a 2,3832 reais na venda, após bater 2,4145 reais na máxima e 2,3771 reais na mínima da sessão. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 1,9 bilhão de dólares.

"Existe um certo otimismo com o real se comparado com outras moedas emergentes... É um movimento (do dólar agora) de ajuste, de realização", afirmou o especialista em câmbio da corretora Icap, Ítalo dos Santos. "Nós temos juros elevados", acrescentou ele, em referência à Selic em 10,50 por cento, que tem potencial para atrair investidores de fora.

Analistas citaram ainda uma operação de entrada de divisas que levou o dólar a anular a leve alta vista durante a manhã e inverter o sinal no início da tarde.

Ajudou ainda o arrefecimento na ansiedade com ativos de mercados emergentes nos últimos dias e que continuou nesta sessão. O dólar recuava contra outras moedas emergentes, como o peso mexicano, o peso chileno e o rand sul-africano.

Nas últimas duas semanas, países em desenvolvimento viram seus mercados sofrerem fortes oscilações diante da onda de mau humor global.

"O cenário externo está mais calmo, tirando um pouco daquela pressão compradora de dólares", disse o gerente de câmbio da corretora BGC Liquidez, Francisco Carvalho.

O mercado continuou sob a expectativa da divulgação da taxa de desemprego e da geração de postos de trabalho nos Estados Unidos, indicadores que podem trazer pistas de como o Federal Reserve, banco central norte-americano, vai gerenciar a redução dos estímulos via compra de títulos.   Continuação...