Chuvas chegam a áreas agrícolas a partir do dia 17, diz Somar

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014 12:27 BRST
 

SÃO PAULO, 7 Fev (Reuters) - Frentes frias devem avançar pelo Sudeste e pelo Centro-Oeste do Brasil depois de 17 de fevereiro, aliviando um período prolongado de seca que vem ameaçando lavouras de soja, milho, cana-de-açúcar, laranja e café, disse nesta sexta-feira a Somar Meteorologia.

"Os modelos mais estendidos finalmente mostram uma mudança no padrão da atmosfera com o fim do bloqueio (atmosférico)", disse o instituto de meteorologia em relatório diário.

Para o cinturão de café, concentrado em Minas Gerais, as chuvas chegam a partir de 18 de fevereiro, disse a Somar.

Atualmente, um bloqueio atmosférico tem segurado as frentes frias chuvosas sobre o Uruguai e a Argentina, impedindo o avanço delas pelo Brasil. Isso faz com que a maior parte das áreas produtoras passe por um prolongado período de tempo seco e quente.

No entanto, o meteorologista da Somar Márcio Custódio disse que os volume de chuvas pode ainda desapontar.

"O sistema de alta pressão vai terminar em 10 dias, permitindo que as chuvas entrem primeiro no Sul, avançando até o Centro-Oeste. Mas precisamos ser cautelosos aos estimar grandes volumes. O pico da temporada chuvosa já passou em dezembro, janeiro e no início de fevereiro", disse ele.

Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul devem ser os primeiros Estados a receber novas chuvas. Entre 18 e 23 de fevereiro as precipitações devem chegar a São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso, afirmou ele à Reuters.

Por outro lado, algumas regiões mais ao norte e no Nordeste do país devem registrar precipitações.

"Até o fim da primeira quinzena de fevereiro choverá forte somente sobre o oeste e norte de Mato Grosso, leste do Pará, norte do Tocantins e centro e norte dos Estados do Maranhão e do Piauí", ressaltou a Somar.   Continuação...